Os combatentes caídos da resistência na província neerlandesa de Limburg
Menu text, no JavaScript Log in  Deze pagina in het NederlandsDiese Seite auf DeutschThis page in English - ssssCette page en FrançaisEsta página em Portuguêspara cima volte
 

Os combatentes caídos da resistência na província neerlandesa de Limburg

previousbacknext

Polícia

Antes da guerra, a polícia neerlandesa era composta pela a unidade de polícia militar chamada marechaussee, a rijksveldwacht (polícia nacional) e a gemeenteveldwacht (polícia municipal). Em 5 de julho de 1940, os ocupantes alemães fundiram essas três forças sob o nome de marechaussee. Após a Segunda Guerra Mundial, eles foram divididos novamente na Rijkspolitie (Força Policial Nacional, substituindo as antigas rijksveldwacht e gemeenteveldwacht) e na Marechaussee, que recuperou o status militar. (Wikipedia neerlandês).

Os ocupantes tinham montado dois serviços para os rudes.

  1. A pesquisa e prisão de judeus escondidos foi realizada principalmente por policiais especialmente selecionados que em Limburg pertenciam à Polícia de Segurança (SiPo).
  2. Um grupo separado era o Arbeitskontrolldienst (AKD, Serviço de Inspeção do Trabalho). Eles usavam os mesmos uniformes que a polícia e procuravam outras pessoas escondidas, por exemplo, porque não queriam ir para a Alemanha para trabalhos forçados. O pessoal da AKD atirou em qualquer coisa que se movesse. (gemeentepolitieeindhoven.nl). Eles foram recrutados a partir de guardas neerlandeses de um campo de concentração. Um dos membros mais notórios do AKD era seu chefe em Venlo Johan Berendsen, o "Terror de Venlo", que foi executado como um criminoso de guerra após a guerra.

A atitude dos polícias neerlandêses em relação aos ocupantes era muito diferente. Além dos colaboradores, houve muitos que olharam para o outro lado, fizeram uma ordem demasiado tarde ou avisaram antes de uma rusga. Os policiais caídos nesta página mostram quão longe alguns deles foram.


Antiga delegacia de Valkenburg

Polícia – 24 pess.   ⇒Todas as pessoas caídas da resistência no Limburgo.
Beerman,
Wilhelmus Adrianus
Wim
∗ 1909-08-20
Amsterdam
† 1944-06-06
Overveen
Nijmegen - polícia - A periferia do Limburgo - Wilhelmus Adrianus Beerman foi fotógrafo e detetive da polícia.
Durante a Segunda Guerra Mundial, ele foi membro de um grupo de resistência no qual, em particular, vários policiais de Nijmegen estavam ativos. O grupo realizou um ataque ao traidor Ederveen em Daalseweg no dia 24 de setembro,

Esta pessoa (ainda?) não está listada nas paredes da capela.
Bongaerts,
Charles M.H.J.
∗ 1909-08-07
Venlo
† 1944-11-23
KZ Ladelund, KZ Neuengamme
Heerlen - resistência inicial - prensa - Ordedienst - Rede Bongaerts - polícia - Casado com Trees (Theresa) Dahmen. Em 1940 Charles foi oficial de reserva no exército neerlandês e durante a batalha de cinco dias da Holanda ele lutou na chamada "Linha Grebbenberg", que o exército neerlandês manteve até o fim, repelindo os pesados ataques das forças alemãs. Depois disto, …
parede da esquerda, linha 16-01
Bots,
Theo J.
∗ 1905-02-28
Leiden
† 1944-05-05
Roermond
Roermond - L.O. - polícia - Inspetor Chefe de Polícia.«Além da cooperação da parte da L.O. e do aparato de ajuda aos refugiados, a contribuição de alguns policiais de Roermond foi importante, entre eles Th.J. Bots. Eles seguiram os passos de Bouman e sua gente e, em& …
parede da direita, linha 04-03
Broek, van den
Cornelis /Cornelius
∗ 1907-07-21
Heer
† 1945-03-12
Rotterdam
Maastricht - contato local - polícia - Cornelis van den Broek, era cabo com os fuzileiros navais em Den Helder [1][4] até a rendição das forças holandesas em maio de 1940. Durante a guerra, ele trabalhou como Opperwachtmeester na polícia em Roterdã, no Hoflaan. Ele pertenceu ao KP (Knokploeg, grupo armado) em Rotterdam. Em  …

Esta pessoa (ainda?) não está listada nas paredes da capela.-
Bruls,
Leo
∗ 1912-02-06
Sittard
† 1945-04-17
Dresden
Sittard - resistência inicial - Grupo Smit - polícia - Léon Antoine Bruls de Sittard era um mecânico de aeronaves. Após a capitulação do exército neerlandês em 1940, tornou-se membro da polícia de minas na mina do estado de Maurits. A partir disso, podemos concluir que ele trabalhou anteriormente na força aérea neerlandesa. Também pelo fato
parede da direita, linha 17-04
Colleije (Colleye),
Joseph
∗ 1921-07-27
Eys (Wittem)
† 1949-01-25
Nijmegen
Simpelveld - resistência não organizada - polícia - Josephus Hubertus Theodorus (Joseph) Colleije morreu após a libertação como resultado da debilitação e exaustão sofridas nas prisões e campos e foi posteriormente enterrado em Eys. Quando seus pais se mudaram para Simpelveld, ele também está registrado lá como vítima de guerra. No final
parede da direita, linha 17-01
Dusink,
Lubbert
Lambert
∗ 1907-04-28
’s-Gravenhage
† 1945-05-24
Ludwigslust
Nederweert - L.O. - polícia - Lubertus Hindrikus Johannes Dusink vivia, entre outros locais, em Nederweert, onde trabalhava como polícia municipal. Em 10 de março de 1943, ele foi transferido para Mierlo-Hout em conexão com a reorganização da polícia. Ele manteve contato com a Nederweert. Fornecido com os documentos&nbs …
parede da esquerda, linha 39-04
Hendriks,
Bartholomeus Theodorus
Bart
∗ 1915-04-16
Nijmegen
† 1944-06-06
Overveen, duinen
Nijmegen - polícia - A periferia do Limburgo - Durante a Segunda Guerra Mundial, ele foi membro de um grupo de resistência no qual, em particular, vários policiais de Nijmegen estavam ativos. O grupo realizou um ataque ao traidor Ederveen em Daalseweg no dia 24 de setembro, porque ele sabia demais. Entretanto, Ederveen conseguiu escapar e&n …

Esta pessoa (ainda?) não está listada nas paredes da capela.
Kroezen,
Herman L.M.
∗ 1919-12-02
Boxmeer
† 1945-05-31
Bergen-Belsen?
Horst - polícia - Policial em Weert. Embora ele não pertencesse à resistência organizada, ele a apoiou onde pôde, o que acabou se tornando sua ruína. Junto com o policial K.W.L.A. Wering, o chefe A. Josephs e o gendarme Lambert Dusink ele foi chamado a prestar
parede da esquerda, linha 23-02
Linders,
Franciscus Gerardus Pierre
Frans
∗ 1918-05-03
Venlo
† 1944-09-12
Eindhoven
Geleen - K.P. - polícia - Pierre era um policial em Geleen. No início de 1944, ele foi transferido para Eindhoven, onde se juntou a um grupo de resistência que, entre outras coisas, transportava armas para a resistência, a Partizanen Actie Nederland. Seu nome de resistência era Frans. Em 12 de setembro de 1944, …
parede da esquerda, linha 09-04
Marcusse,
Albertus Hendrikus
Albert
∗ 1903-11-02
Batenburg
† 1944-06-06
Overveen
Nijmegen - polícia - A periferia do Limburgo - Albert Marcusse era casado com Johannea Stevens e juntos tiveram sete filhos. Ele era inspetor chefe (hoofdinspecteur) da polícia e durante a Segunda Guerra Mundial, ele foi membro de um grupo de resistência no qual, em particular, vários policiais de Nijmegen estavam ativos. O grupo realizou um< …

Esta pessoa (ainda?) não está listada nas paredes da capela.
Miltenburg,
Harry
∗ 1911-12-17
Nijmegen
† 1944-08-30
Kamp Vught
Weert - L.O. - polícia - Hendrikus Cornelis Bernard (Harry) Miltenburg trabalhou na administração policial em Weert com a categoria de inspetor adjunto. Seus colegas J.H.M. Geurts e P.W. Saes também colaboraram com a L.O. em Weert. Harry foi preso depois que uma pessoa escondida, que morava com Miltenburg, foi presa em
parede da direita, linha 38-01
Mullen, van der
Alphons J.A.
∗ 1886-11-01
Liège
† 1945-05-31
Bergen-Belsen
Helden - L.O. - polícia - Alphons van der Mullen era um dos três policiais ativos em Helden na resistência (os outros dois eram J.J. Grijsbach e G.W.H. van Amerongen. Ele era o comandante local ou Opperwachtmeester). Eles e os outros apoios de pilotos eram todos membros do L.O. e do K.P. locais. (Cammaert IV, p.310), que
parede da esquerda, linha 21-03
Noordermeer,
Cornelis Klaas
Cor
∗ 1918-04-12
Lochem
† 1944-08-11
kamp Vught
polícia - A periferia do Limburgo - RVV - Zwarte Plak - O Raad van Verzet (RVV, Conselho de Resistência) em Deurne, era liderado pelo policial Cor Noordermeer. O RVV era uma associação solta de grupos de resistência dispersos e independentes que, na ausência de coordenação nacional, tinham que agir de forma completamente independente. De sua base< …

Esta pessoa (ainda?) não está listada nas paredes da capela.03-10
Oolbekkink,
Herman
∗ 1911-09-27
Deventer,
† 1944-06-06
Overveen
Nijmegen - polícia - A periferia do Limburgo - Durante a Segunda Guerra Mundial, o detetive Oolbekkink era membro de um grupo de resistência no qual, em particular, vários policiais de Nijmegen estavam ativos. O grupo realizou um ataque ao traidor Ederveen em Daalseweg no dia 24 de setembro, porque ele sabia demais. Entretanto, Ederveen&nbs …

Esta pessoa (ainda?) não está listada nas paredes da capela.
Rooyackers /Rooijackers,
Wim A.
∗ 1918-03-13
Heerlen
† 1944-09-05
Vught
Heerlen - resistência inicial - K.P. - prensa - polícia - Wilhelmus Antonius (Wim) Rooijackers era correspondente comercial e membro da polícia das minas. Quase desde o início da guerra, ele esteve envolvido com prisioneiros de guerra que haviam fugido da Alemanha. (Cammaert III, p. 217) Ele também esteve envolvido em uma tentativa fracassada de  …
parede da esquerda, linha 17-03
Scheer, van der
Pieter Hendrik
∗ 1919-07-10
Nijmegen
† 1941-03-21
Nieuwenhagen
Nieuwenhagen - Nijmegen - resistência inicial - resistência não organizada - polícia - Pieter Hendrik van der Scheer era recruta desde 1939 até o final da guerra, atribuído ao 3º Bat Vickers M.C. 19ª Reg. 4ª Divisão de Infantaria e participou dos combates durante os dias de combate de 10 a 15 de maio de 1940, nas proximidades do …

Esta pessoa (ainda?) não está listada nas paredes da capela.
Smit,
Sjef
∗ 1916-09-09
Roermond
† 1942-09-17
Amsterdam
Heerlen - resistência inicial - Grupo Smit - polícia - Jef Smit de Roermond, antes da guerra um soldado profissional, escolheu, após a desmobilização em julho de 1940, juntar-se à polícia em Heerlen. Ele não ficou lá por muito tempo. Foi um espinho em seu lado que as ações públicas dos membros da N.S.B. e de outros elementos pró-alemães&n …
parede da esquerda, linha 19-02
Snijders,
Johannes Franciscus
Frans
∗ 1916-09-16
Helden L.
† 1944-09-05
Vught
Weert - L.O. - - prensa - polícia - Policial ferroviário, mensageiro de Jan Hendrikx (Ambrosius). Distribuiu jornais ilegais tais como De Stem, Je Maintiendrai e Trouw. Em 19 de julho de 1944, ele recebeu um telegrama pedindo-lhe para vir a&nb …
parede da direita, linha 35-05
Starren,
Jozef Mathieu
∗ 1900-10-15
Maastricht
† 1945-05-31
Bergen-Belsen
Horst - L.O. - polícia - Zwarte Plak - Chefe de polícia em Horst. Pertencia a um grupo de resistência que tinha abrigado mergulhadores (pessoas escondidas), estudantes e pilotos em dois acampamentos na floresta Schadijkse Bossen. Antonie Damen, um jovem engenheiro naval que trabalhava para a contra-espionagem alemã, … …
parede da esquerda, linha 23-04
Tobben,
Harrie /Harry
∗ 1917-08-24
Heerlen
† 1945-03-15
Hameln (D
Heerlen - resistência inicial - prensa - Ordedienst - Rede Bongaerts - polícia - carrilhão - Ex-soldado e depois de sua desmobilização pelos alemães em 1940, membro da polícia das minas. Esteve envolvido, entre outras coisas, em atos de sabotagem na Mina Oranje-Nassau I (O.N. I) em Heerlen, que foi descoberta pela SiPo. Em junho …
parede da esquerda, linha 19-05
Ummels,
Anton Hubert
∗ 1894-07-15
Amby
† 1944-08-30
Belfeld
Beesel - Reuver - L.O. - K.P. - polícia - Antonius Hubertus Ummels ocupava o posto de opperwachtmeester na polícia, que geralmente era associado à posição de chefe da estação. Pertencia ao LO da Reuver, mais ainda ao seu grupo de batalha KP.
Dr. Fred Cammaert escreve (Capítulo VIb p. 589 [1]): «Um caminhoneiro,
parede da esquerda, linha 03-02
Vries, de
Douwe
Hans
∗ 1920-03-17
Zevenhuizen
† 1947-09-13
Haulerwijk
Echt - L.O. - K.P. - polícia - Douwe de Vries era policial, ele pertencia ao LO e ao KP em Echt. Morreu após a libertação, em parte como resultado de seu trabalho de resistência. [1]
No município de Ooststellingwerf, onde morreu após a guerra, ele era um comerciante de palha.[2]
Há também seu túmulo. [3]Nijmegen - L.O. - prensa - polícia - A periferia do Limburgo - Inspetor de qualidade no abatedouro de Nijmegen [1] e policial honorário. Depois de maio de 1940 ele ajudou pessoas que queriam fugir do trabalho forçado na Alemanha. Ele distribuiu o jornal subterrâneo Trouw [8], cuidou das pessoas que tinham que se esconder, ajudou os aviadores aliados e esteve …

Esta pessoa (ainda?) não está listada nas paredes da capela.